© MMXVII Glauco Fonseca . Todos os direitos reservados.

Textos podem ser republicados mediante citação de autoria.

CONGRESSO DO PT: ROTOS FALAM PARA DESCOSIDOS.

April 24, 2017

Quem ainda tinha alguma dúvida de que o PT e seu grande líder acabaram, perdeu a chance de comprovar pela transmissão de boa parte do 6º Congresso do partido dos trabalhadores. Desfilaram por lá senadores e deputados indiciados ou réus, todos tratando de temas socioeconômicos como se a Polícia Federal, o MP e o judiciário não estivessem batendo às suas portas.

 

Falaram Lindbergh Farias e Gleisi Hoffmann com uma desfaçatez que é marca registrada do PT. Chama – e muito – a atenção a capacidade dissimuladora deste pessoal, o que não se observa com muita “cancha” em outros parlamentares investigados pela Lava-Jato. Nem mesmo Renan Calheiros ou Eduardo Cunha conseguem se manifestar com a cara-de-pau petista e fica-se com a impressão que este tipo de perfil é ensinado nas escolinhas do partido, na juventude socialista como um todo.

 

Os economistas do partido voltam a tratar de “políticas anticíclicas”, como se houvesse alguma forma de se gastar mais do que é produzido em impostos, como se fosse possível criar riqueza artificialmente, como ser houvesse uma analogia decente entre o que é receita e o que é dívida. O petismo não sabe a diferença entre as duas coisas, continua a preconizar que o endividamento é fundamental, tanto quanto não pagar dívidas. Este é o retrato de um tipo de gente que não entende sequer a diferença entre o que é público e o que é privado.

 

Em seguida, falou Lula, o criminoso mor da República (e ouso dizer que até mesmo o pessoal que estava lá concorda com o Procurador Deltan). Primeiro, é importante dizer que o evento se chamava “Marisa Letícia Lula da Silva”, mas ele sequer lembrou, agradeceu o mencionou o fato de que sua falecida esposa estava sendo homenageada. Lula é Lula. E será preso pelo mesmo quesito.

 

Falou que é inocente, que não roubou nada, que é mais honesto que todo mundo, que contra ele não há provas e outras bizarrices. Em seguida, disse que o Brasil está desgovernado e que a culpa é do Congresso em que o então Presidente combateu Dilma e não se tornou seu estafeta (ponto para Eduardo Cunha!). Disse que os bancos tem que irrigar a economia, mas sem empréstimos para as pessoas, que não conseguem mais pagar suas dívidas contraídas pelas políticas irresponsáveis de seu governo.

 

Mas Lula, fora da realidade, fora da “casinha” e totalmente alienado, disse que o BNDES tem de financiar países da África e da América Latina, com apoio de empresas brasileiras. Eu sei que é difícil de acreditar, mas ele realmente disse isto.

 

Com a maior cara-de-pau do mundo, disse que o Congresso precisa ter melhores parlamentares (e disse isto olhando para os parlamentares do PT!!!). Lula, totalmente insano, mas diante de uma plateia mais doente ainda, falou a verdade, direto entre os olhos dos petistas que lá estavam. Disse que eles não eram bons o suficiente para o PT! Meninos, eu vi!

 

Terminou aproveitando os cadáveres da chacina no norte do Mato Grosso, recebeu uma salva de palmas discreta e o silêncio tomou conta do pequeno ambiente que abrigou um congresso daquele que foi, outrora, o mais importante partido da América do Sul.

 

Hoje ostenta apenas o título de ORCRIM.

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now